A Inovação no ADN das Organizações

O Digital Leaders Panel sobre o Future of Digital Innovation foi moderado por Jorge Costa Reis, da IDC & Zertive e com a participação de Paulo Calçada, do Porto Digital, Frederico Santos, da Sonae MC, José Borrego, da ANACOM, Afonso Salema, da Start Campus e Rui Ribeiro, General Manager da IP Telecom.

IDC FutureScape 2022- Digital Leader Panel Future of Digital Innovation | Moderador: Jorge Costa Reis, Associated Partner, IDC Consulting & CEO, Zertive Consulting | Paulo Calçada, CEO / Board Member, Porto Digital | Frederico Santos, Head of Digital and Innovation, Sonae MC | José Borrego, Deputy Director-General for Information and Innovation at ANACOM | Afonso Salema, CEO, Start Campus | Rui Ribeiro, General Manager, IP Telecom

O Digital Leaders Panel com o tema "Future of Digital Innovation" foi moderado por Jorge Costa Reis, Associated Partner da IDC Consulting & CEO da Zertive Consulting e contou com a participação de Paulo Calçada, CEO e Board Member do Porto Digital, Frederico Santos, Head of Digital and Innovation da Sonae MC, José Borrego, Deputy Director-General for Information and Innovation na ANACOM, Afonso Salema, CEO da Start Campus e Rui Ribeiro, General Manager da IP Telecom. Após uma breve introdução do que iria ser o Digital Leaders Panel, Jorge Costa Reis, fez um ponto de situação face à pandemia e de como estão as empresas nos dias de hoje, tendo ainda abordado pilares centrais como a cultura, a tecnologia e transformação dos processo de negócio. Foi assim que foi passada a palavra a Afonso Salema, CEO da Start Campus, que se focou essencialmente na Tecnologia e nos Modelos de Negócio, que na opinião do responsável têm de evoluir: "as infraestruturas digitais, principalmente quando olhamos para a Europa, não estão adequadas". O CEO da Start Campus falou ainda do impacto da digitalização das empresas e da sociedade no ambiente e nos níveis de sustentabilidade. Por sua vez, Paulo Calçada, CEO e Board Member do Porto Digital, falou de "uma ação na transformação daquilo que se espera vir a ser a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e do impacto económico no contexto daquilo que é o potencial que uma cidade pode representar, mas, ao mesmo tempo, o cuidado que temos de ter para a organização da Câmara Municipal". Esta primeira ronda de perguntas trouxe essencialmente a visão de dois enablers e catalisadores da inovação.

A conversa avançou e Jorge Costa Reis passou a palavra a José Borrego, Deputy Director-General for Information and Innovation na ANACOM, que veio partilha a visão de uma entidade reguladora, como é a ANACOM. "Temos de considerar que a regulação é em si mesma um fator determinante na inovação", constatou o responsável e acrescentando que "desde logo é preciso alterarmos o ADN da própria regulação, não podemos continuar com a regulação que temos hoje e temos de caminhar para paradigmas mais de smart regulation.". Após alguns exemplos de como a regulação está a mudar, o painel avançou para a visão de Rui Ribeiro, General Manager da IP Telecom, não só sobre a organização, como também sobre o tema anterior da regulação. A missa da organização é "garantir que não interessa o que é a Tecnologia, o que interessa é o que é que os nossos clientes e a economia portuguesa fazem com ela", tal como partilhou o responsável. Também sobre a inovação digital, de destacar ainda "o desafio em todas as transformações, não é as startup, são as empresas existentes. Porque inovar começando uma startup não é muito difícil, o que é difícil são as empresas que já cá estão há 10, 20, 30 anos com um conjunto de sistemas legacy que são difíceis de migrar para os tempos modernos. Isso é que é difícil.". Continuando o caminho da inovação, foi dada a vez à Sonae MC, que transforma as tecnologias anteriores, em produtos e serviços para os consumidores finais. Desta forma, teve a voz Frederico Santos, Head of Digital and Innovation na Sonae MC: "eu não consigo lembrar-me de nenhuma organização em que a gestão de topo não acreditasse na inovação, mas que a organização por si só fosse muito inovadora", acrescentou ainda que "não é por decreto (a inovação), é porque há trabalho em garantir que todas as pessoas que estão na organização percebem que o ato de inovar é algo que é verdadeiramente valorizado.".

O Futuro da Inovação digital faz-se por um conjunto de empresas e organizações que têem no seu ADN a inovação e o ir mais além. São organizações como o Porto Digital, Start Campus, IP Telecom, ANACOM e Sonae MC que inovam e trabalham para garantir que a sociedade e as economias evoluem e acompanham os tempos. Veja o Digital Leaders Panel no vídeo acima com o tema "Future of Digital Innovation".

Últimos artigos

Inovação

Asseco PST apresenta as suas soluções em dois webinars

Inovação

Asseco preparada para a implementação do STI em Angola

Inovação

A Inovação no ADN das Organizações