EatonVance

Streamlining security for your databases with Oracle Data Safe

Tidos como o petróleo da era moderna, os dados devem ser alvo de fortes políticas de segurança dentro da empresa. Na mais recente edição do IDC Cloud RoadShow 2022, Pedro Lopes, da Oracle aponta caminhos para atingir este objetivo.

Streamlining security for your databases with Oracle Data Safe

A segurança da base de dados é condição essencial nas empresas e, também por isso, Pedro Lopes, Senior Principal Product Manager, Oracle Database Security veio ao IDC Cloud RoadShow chamar a atenção para esta realidade.  

“Falar hoje de data safe” é essencial, diz este responsável que lembra que, na Oracle, o tema, entendido como um cloud service, “assenta em cinco pilares fundamentais” abraçados pela multinacional sempre que “desenvolve à volta dos sistemas de segurança”. São eles:  

- Serem de simples utilização; 

- Serem transparentes, ou seja, não devem causar grandes impactos na performance ou na experiência dos utilizadores; 

- Serem prescritivos, permitindo ao utilizador seguir um conjunto de instruções e evitar o erro humano;  

- Serem automatizados; 

- E serem integrados na consola do Oracle Cloud Infrastruture. 

Com todos estes princípios, torna-se possível “simplificar a experiência do utilizador e a adoção da tecnologia”, acredita Pedro Lopes. 

IDC Cloud Roadshow março 2022, Lisboa

E a verdade é que, quando as empresas pensam em proteger dados surgem sempre algumas dúvidas, “mais ainda em momentos de implementação”. Uma das principais diz respeito ao facto de, existindo dados sensíveis na base de dados, saber “que ações são necessárias auditar e que utilizadores têm privilégios a mais, por exemplo”. Por outro lado, ter também atenção ao facto de, com o advento da GDPR, “anonimizar dados ganhou maior importância”. 

Enquadrado neste cenário, o Oracle Data Safe é um cloud service que apresenta, numa consola única, cinco serviços essenciais: avaliação de segurança, de risco de utilizadores, descoberta de dados sensíveis, anonimização desses dados e recolha, reporte e criação de alarmes, bem como o aprovisionamento de políticas de auditoria.  

É ainda um cloud service que permite registar uma base de dados Oracle, “esteja ela onde estiver, seja numa cloud Oracle, seja numa third part cloud, seja on-premisses ou em ambientes cloud-at-customer”, refere Pedro Lopes. 

Mas, um dos pontos chave deste serviço é, no entender do responsável Oracle, “o time-to-market que apresenta, sendo muito rápido começar a tirar partido do serviço e começar a proteger os dados de forma mais eficiente”. Pedro Lopes deixou, por isso, o convite a experimentar.

Senior Principal Database Security Field Product Manager, EMEA & LAD