A tecnologia está a revolucionar o retalho – o que nos reserva o futuro?

Por Carla Fonseca, CMO, BI4ALL

O setor do retalho está claramente a entrar numa nova fase. Os padrões de compra alteraram-se, na sua forma, no tempo e no espaço. Passou a existir uma pressão crescente por parte do cliente por um serviço mais rápido, fácil e cómodo, valorizando cada vez mais a experiência de compra. É certo, que as empresas com maior maturidade digital foram as que melhor se adaptaram a novas formas de consumo e conseguiram alinhar a estratégia para dar respostas assertivas e diferenciadoras.

O futuro do retalho é Phygital. E, se nos últimos anos a digitalização e a implementação de tecnologias inovadoras no retalho deu um grande passo, com o omnicanal a imperar, o metaverso, por outro lado, irá revolucionar ainda mais este setor e representa uma grande oportunidade para os retalhistas recriarem e personalizarem o ambiente de loja.

A realidade omnicanal, a expetativa de entregas rápidas por parte do cliente, as rápidas mudanças no comportamento do consumidor, o crescente número de compras nas plataformas digitais e o consequente acréscimo na quantidade de dados geram desafios à gestão das empresas do setor. A procura pela melhor relação qualidade/preço é imperativa na mente do consumidor, assim como uma boa experiência com a marca, que cada vez mais é crítica no momento de decisão.

Para além disso, a quantidade de produtos disponibilizados pelos retalhistas obriga a vários canais de fornecedores e distribuidores, tornando a eficiência operacional e um serviço diferenciado ainda mais determinantes para a competitividade das empresas do setor. Para ultrapassar estes desafios, é necessário criar uma rede de infraestruturas ágil e pronta para entregar ao cliente aquilo que ele quer, como e onde ele deseja.

Com um consumidor cada vez mais exigente e informado, o Marketing tem um papel fulcral no desenvolvimento de estratégias direcionadas, consistentes e diferenciadoras, que criem experiências positivas e que promovam o valor da marca. Conhecer os consumidores, o que querem, como e onde, é uma vantagem competitiva e uma oportunidade para os retalhistas que conseguem assim proporcionar melhores experiências, captar a atenção e adicionar valor ao longo da jornada de compra.

Estratégia inovadora, diferenciada e competitiva com os dados no centro da estratégia.

O foco na experiência do cliente passou a ser uma das prioridades para as empresas que, cada vez mais, têm de estar atentas a toda a jornada do cliente de forma a oferecer um serviço verdadeiramente impactante e diferenciador.

A recolha e gestão de dados históricos e contextuais é assim um fator crucial para quem deseja inovar o seu modelo de negócio. A implementação de uma estratégia Data-driven através de soluções de Data Analytics, é determinante para obter insights dos clientes e poder prever, planear e perceber quais vão ser os seus comportamentos ao interagir com a marca, nos diferentes canais, para que possa responder adequadamente e antecipar tendências.

A tecnologia permite uma ligação mais próxima com os clientes, recomendações de compra mais eficazes, uma presença mais assertiva através de campanhas, presença nas redes sociais, ou até uma melhor experiência nos dispositivos móveis. Reunir dados de histórico do cliente, informações de stock e produtos, eleva a experiência do cliente e do colaborador em loja e potencia a fidelidade à marca. E, o acesso a insights precisos, fazem toda a diferença na definição de estratégias de marketing vencedoras.

A chave para o sucesso assenta na capacidade de previsão e acompanhamento das tendências, numa gestão de operações eficiente, e na implementação de estratégias inovadoras, diferenciadoras, assertivas e impactantes que permitem ainda a identificação de pontos de melhoria, que podem passar pela alocação de recursos de forma mais eficaz, pela otimização dos níveis de stock, as alterações de mercado, entre outros indicadores.

Há um mundo de oportunidades, e o retalho será sujeito a uma enorme transformação nos próximos anos se quiser prosperar!

Últimos artigos

Customer Experience

Os cinco pilares do novo contexto laboral