Asseco-PST-Sara-Gamboa-detail

O que é que aprendeste em 2020?

Começo por perguntar-te: o que é que aprendeste em 2020? Este foi um ano diferente, cheio de desafios e que tão cedo não esqueceremos. Tudo o que acreditávamos ter e ser foram por água abaixo quase de um dia para o outro. O nosso mundo estremeceu. E o nosso corpo e alma ou lutaram ou derreteram, tal como um corneto de chocolate ao sol.

Acreditas que foi um ano perdido? Ou aproveitaste para fazer um upgrade de ti? Queixas-te do que perdeste ou, pelo contrário, sentes que até ganhaste algo, mas não sabes muito bem o quê?

É certo que ninguém nos vai contrariar quando afirmamos que em 2020 não festejámos o nosso aniversário com os 26 amigos e mais de 100 conhecidos que tínhamos previsto. Também não fizemos as duas viagens que tínhamos planeadas desde 2015. E, claro, não realizámos os nossos habituais jantares das sextas-feiras.

Mais! Não fomos a um único festival em 2020. Logo agora que íamos devorar todos os festivais tinha de aparecer, como num simples passe de magia, o Sr. Coronavírus. Logo no ano em que até tínhamos comprado bilhetes para uma peça de teatro. Seria no Casino de Lisboa e até tínhamos planeado gastar uns trocos no poker nessa noite. Podia ser que a sorte estivesse do nosso lado…

Então, e o Verão?! Na praia, olhávamos para o lado, não fosse alguém estar a respirar para cima de nós. E o teletrabalho? Daria uma novela mexicana se começássemos a falar do trabalho remoto: despertador, miúdos, tele-escola, internet em abaixo, gritos de ajuda, reuniões atrás de reuniões, horas intermináveis com o traseiro assente na cadeira… estão a ver a ideia, certo?

E tantas outras coisas que deixámos de fazer à conta do Sr. Coronavírus. Ou não? Será que irias mesmo fazer todas as coisas que hoje te queixas que não fizeste?

Partindo do princípio de que irias efetivamente fazer tudo, pergunto na mesma: já pensaste no que é que aprendeste em 2020?

Existem competências que todas as empresas valorizam e que são consideradas as soft skills do sucesso. Calma, pensas tu! O que é que o Sr. Coronavírus tem a ver com competências?

Numa visão quase romântica considero que o ano que passou foi o ano em que – mesmo à força – todos nós, sem exceção, ganhámos ou melhorámos algo em nós. Perguntas como? Então, pensa comigo: 

Trabalho em equipa

Se concordas com a ideia de que “juntos somos mais fortes” e que “um por todos e todos por um” é um lema a seguir, tal qual os três mosqueteiros, então tenho uma boa noticia. Já sabes trabalhar em equipa. Na verdade, estamos uns mestres a trabalhar em equipa, pois graças ao Sr. Coronavírus e com todos fechados em casa tivemos a oportunidade para aumentar esta skill. Estamos uns autênticos profissionais! Cá em casa, cada um tem a sua função que, depois de todas reunidas e executadas na perfeição, se traduzem em objetivos de família cumpridos a 100%. Por vezes, o nível de cumprimento fica no vermelho, mas estamos a tentar garantir que melhoramos de dia para dia.

Aprendizagem contínua

Quem não procurou novas receitas de culinária para fazer para o jantar? Quem não aumentou a sua criatividade e se desafiou a fazer diferente um prato que já sabia fazer de cor e rezou para que desse certo? Mas, à mesa, discutiram o que podia ter sido feito melhor? Recebeste bem o feedback da família e encaraste-o como um desafio e uma oportunidade para aprenderes mais? Se respondeste “sim”, então estás no bom caminho.

Relacionamento interpessoal

Reforçaste os laços afetivos que já tinhas? Mostraste empatia pela tua família quando lhes ligavas para saber se estava tudo bem? E em casa, colaboraste em conjunto em algum projeto e mostraste empatia pelos teus filhos quando já mostravam sinais de cansaço por estarem sentados à frente de um computador tantas horas quando deveriam estar a correr ao ar livre?

Proatividade

Quantas vezes disseste que querias fazer isto ou aquilo e nunca fizeste? Durante este ano, para além de falar, partiste para a ação? Arranjaste a cadeira estragada? Reformaste um móvel? Se saíste da roda do discurso e colocaste em prática o que prometias em palavras, então melhoraste a tua capacidade para tomar decisões e alcançar objetivos.

Comunicação assertiva

Estiveste dias sem entrar no quarto do teu filho? Quando ganhas coragem para entrar percebes que aquilo está uma “pocilga”? Como te expressaste? Foste diretiva(o) e clara(o)? Arregalaste de tal forma os olhos que mais parecias o lobo mau da história do capuchinho vermelho? Enquanto ouvias as justificações fantásticas do teu filho que mais pareciam a saga da Star Wars, tiveste a capacidade de contar para ti até 100 ovelhas com um sorriso nos lábios? Se respondeste “sim” estás a melhorar a tua escuta ativa. E se, no final, ele fez o que precisava de fazer, então comunicaste maravilhosamente bem.

Adaptabilidade

De repente, a casa está cheia 24 horas sobre 24 horas. Reagiste bem a ter que conviver com a gente toda lá em casa todos os minutos da tua vida? Encaraste bem o facto de saberem os passos de todos e viste nisso uma oportunidade de crescimento? Sempre que o mais novo se vinha sentar ao teu colo quando estavas numa call importante, como reagiste? Já refletiste? Como te adaptas à mudança?

Liderar pessoas

Confesso, mas muito baixinho… não gosto de cozinhar. Ou melhor, acho um desperdício passar demasiado tempo na cozinha. Pois bem! Tentei mostrar aos mais pequenos cá de casa que era “fixe” cortar batatas e fazer “cenas” para nos alimentarmos. Durante o ano que passou tive a capacidade de perceber em que é que cada um sobressaía mais. Resultado: temos uma ementa inteira para todos os dias da semana. Uma é a expert em pequenos-almoços FIT, lanches, sobremesas e pratos vegetarianos; o outro é o chef das sopas. São fantásticas! Que mais posso eu fazer, senão ser uma completa inútil na cozinha?

Resiliência

Esta competência diz-nos que é a capacidade de resolver problemas, enfrentar obstáculos e rapidamente recuperar o equilíbrio. Eu creio que foi exatamente isto que todos nós fizemos diariamente durante o ano de 2020. É preciso dar-vos exemplos?

Foi um ano duro, desafiante, mas cheio de oportunidades para melhorarmos e espero que tenhas agarrado nessa oportunidade com unhas e dentes.

Por isso, pergunto-te: o que é que aprendeste em 2020?

Sara Gamboa
Head of Customer Support Service

Sara Gamboa, 46 anos, integra o Departamento de Customer Support da Asseco PST, empresa de Tecnologias de Informação, especialista no desenvolvimento de software bancário e um referencial na criação de soluções tecnológicas e conhecimento em todos os mercados onde atua.

Natural de Lisboa (Portugal), é licenciada em Gestão de Empresas, tendo concluído o curso em 1999, na Universidade Autónoma de Lisboa.

Começou a sua carreira profissional na Companhia de Seguros Victoria como analista de seguros do setor empresarial. Em 2000, iniciou a sua experiência no universo bancário, na U.C.I, na área da concessão de crédito à habitação, desempenhando o papel de consultora comercial, onde fazia a ponte entre o cliente e a análise de risco.

Em 2001, iniciou o seu percurso na então Promosoft, hoje Asseco PST, participando em projetos de consultoria, tendo acompanhado o processo de abertura de instituições financeiras e participado em vários projetos de formação em várias geografias. Atualmente, é responsável pela área de Customer Support Service, desafio que abraçou em finais de 2009, onde se empenhou na criação de uma equipa de raiz em conjunto com mais 8 elementos, hoje composta por 22 pessoas.

Reikiana desde 2002, e aluna na Companhia de Teatro do Barreiro, iniciou recentemente o seu trajeto na área de PNL, tendo obtido certificação em Programação Neurolinguística Nível Practitioner em março de 2021.