766195486

COVID-19: Cibersegurança e força de trabalho remoto

De que forma as vulnerabilidades de cibersegurança e a eficiência operacional vão continuar a remodelar o "próximo normal"?

O furacão causado pela pandemia: respond

De uma forma quase instantânea, as empresas foram colocadas em situações de desconexão física aos seus escritórios, em que os colaboradores passaram a trabalhar de forma remota. Este contexto criou uma pressão extra nas áreas de cibersegurança.


Recuperação “pós-pandemia”: recover

As organizações estão a preparar-se para o mundo “pós-pandemia”, onde a habilitação e a produtividade remotas dos colaboradores serão parte integrante dos seus planos. A cibersegurança deve ser um player determinante em todos os sentidos e esforços, incorporada no conteúdo das discussões estratégicas e no design aplicacional, para garantir que o "próximo normal" não se torne na “próxima fonte de risco”.


Uma visão próspera para o futuro: thrive

No mundo “pós-pandemia” os investimentos em tecnologia deverão ser direcionados para a resiliência corporativa, focados na segurança, para maiores capacidades de trabalho remoto, e não tanto para a geração de receita e eficiência operacional, como até agora.

Leia o artigo completo para mais detalhe sobre cada um dos 3 estágios da pandemia.