Erros de SEO em E-Commerce

Descubra como evitar e corrigir os principais erros de SEO praticados pelos sites de E-Commerce

Os sites de e-commerce (especialmente os sites de Marketplace) são os sites com maior tendência para erros de SEO, mais do que qualquer outro tipo de site.

Esses erros podem ser um grande obstáculo para o tráfego orgânico, via motores de busca, (fonte de tráfego que, tipicamente, apresenta a mais alta taxa de conversão, paralelamente com o tráfego direto) e que é necessário para que uma empresa de comércio online prospere.

Reuni, neste artigo, alguns dos problemas mais comuns que me tenho deparado, e que devem ser vigiados e corrigidos.

Versões duplicadas da mesma página

Versões duplicadas da mesma página, muitas vezes causadas por pequenas variações do URL (aquelas “codificações esquisitas” com letras e números arbitrários que vemos em alguns URLs que se seguem por um ponto de interrogação “?”).

(1) Este problema resolve-se com Tags Canonicals “rel=canonical”.

Links para páginas que não existem (Erros 404)

(1) Podemos usar uma ferramenta de rastreamento como o Screaming Frog para encontrá-los.

(2) Devemos criar um layout de página 404 com uma solução de navegação útil para que o utilizador não abandone o site.

Links de direcionamento 301

Os sites de E-commerce usam bastante links de direcionamentos 301 e ainda é comum encontrarmos links colocados em sites com direcionamentos ao invés dos “novos links” para onde os links com direcionamentos “apontam”.

Podemos definir os redireccionamentos 301 e 302 como uma maneira de informar os utilizadores e motores de busca que um determinado URL foi alterado de forma permanente (no caso do redireccionamento 301) ou de forma temporária (no caso do redireccionamento 302).

O redireccionamento 301 é muito importante numa estratégia de SEO pois permite passar o “histórico e posicionamento orgânico” de uma página (a página que iremos direcionar) para uma outra nova (a página final do direcionamento).

Contudo, é preciso ter em atenção que os direcionamentos 301 diminuem o Google Pange Rank (que é um fator de SEO muito importante) por isso apenas devem ser usados em último caso e se os conteúdos das páginas entre o direcionamento tiverem uma similaridade na ordem dos 90%.

E claro, devemos sempre, no nosso site, substituir os links “antigos” pelos “novos” e não deixar os links “antigos” com o direcionamento 301.

Sitemap

Alguns sites falham por não terem um Sitemap no seu servidor ou por não atualizarem o mesmo conforme a estrutura do site é modificada, o que faz com que certas páginas não sejam lidas ou indexadas pelos motores de busca, não se verificando tráfego orgânico em certas páginas. 

Mas atenção, não se deve colocar todas as páginas no Sitemap, como é o caso de páginas com redireccionamentos ou páginas não indexadas por opção com tags “noindex”. Apenas devemos colocar no Sitemap as páginas que queremos que o motor de busca indexe e leia.

Duplicação de Títulos

Os Títulos (Meta Tag Titles) são um dos fatores de otimização com mais importância na estratégia de SEO On Page e um dos erros mais fáceis de serem cometidos nos sites de E-commerce e, por isso, mais comuns.

Cada página do site deverá ter um único Título, de forma a que os motores de busca não fiquem “baralhados” na hora de atribuir uma posição a cada página na sua SERP (Search Engine Result Page) face determinada search query, tendo em conta este atributo Meta Tag.

Por isso é essencial um controle assíduo dos títulos das páginas e podemos fazê-lo, por exemplo, através do painel do Google Search Console, através de um scrawler ou, preferencialmente, se tivermos essa opção, através de ficheiros/relatórios do nosso Site/CMS.

Copiar a descrição dos Produtos/SKUS

O Conteúdo duplicado é, para o Google, um tópico sensível que afeta a performance de SEO das páginas que contêm conteúdo existente em outras páginas do nosso site e, também, noutros sites que não o nosso (sites parceiros, fornecedores, concorrência, etc…)

Desta forma, devemos garantir que não copiamos a descrição de produtos de outras lojas concorrentes nem fazemos “copy past” da informação fornecida pelos nossos distribuidores ou fabricantes

Imagens não otimizadas

O Conteúdo é rei, verdade, mas as imagens são um elemento essencial e um fator de otimização on page que não devemos descurar nem achar, nem por um segundo, que não tem impacto em SEO.

De forma a não desperdiçar o potencial que as imagens têm para a SEO devemos incluir a palavra chave que queremos ranquear no nome dos arquivos das imagens e outras keywords, como long tails, na Meta Tag Alt.

E vocês, que erros é que vos estão a atrapalhar na “batalha” pelas posições cimeiras nos motores de busca?
Nuno Flores 
Digital Marketing Manager & E-Commerce 

Fotografia da capa por Merakist do Unsplash.