Collaboration and analysis by business people working in office

O Futuro da Conectividade na E-Redes, Fidelidade e EPAL.

Para falar do Future of Connectedness, no IDC Futurescape 2021, juntámos Luís Filipe Fonseca, Leading Digital Books da E-Redes, Sérgio Carvalho, Diretor de Marketing da Fidelidade e Sérgio Trindade, CIO da EPAL. O Digital Leader Panel foi moderado por Nuno Carvalho, Associated Partner da IDC Consulting e Partner da Zertive.

Digital Leader Panel - Future of Connectedness | Nuno Carvalho, Associated Partner, IDC Consulting & Partner, Zertive; Luis Filipe Fonseca, Leading Digital Boost, E-REDES; Sérgio Carvalho, Diretor de Marketing, Fidelidade; Sérgio Trindade, CIO, EPAL

Nuno Carvalho Associated Partner da IDC Consulting e Partner da Zertive começou por introduzir o painel e o tema da conectividade, um tema que apesar de muito tecnológico é muito importante do ponto de vista da Transformação Digital e do contributo disruptivo que dá para os novos modelos de negócio. 

Deu-se assim início à discussão do tema, começando por falar Luís Fonseca, Leading Digital Boost da E-Redes, que partilhou a experiência da EDP com o IoT, Edge Computing e Conectividade. Relativamente a estes conceitos, começou por partilhar que sem uma rede de comunicações robustas, a execução destes pode ficar comprometida. Partilhou ainda que, atualmente a EDP é como um «pequeno operador de telecomunicações, porque desde o início temos um conjunto de redes privadas, sejam elas móveis, de fibra ótica ou a própria rede elétrica - que por si só é uma pequena rede de comunicação». 

De seguida, foi dada a palavra a Sérgio Carvalho, Diretor de Marketing da Fidelidade, que partilhou o que de melhor se faz na área dos seguros, tirando partido da conectividade. Como começou por partilhar, o setor segurador já entrou um pouco tarde nestas tecnologias e, acima de tudo, na relação com o consumidor - que é o maior desafio para a Fidelidade. O Diretor de Marketing acrescentou ainda que olham para a Transformação Digital com atenção e cuidado, na medida em que estão a lidar com grandes volumes de informação sensível para o consumidor e para o core do negócio.

Chegou assim a vez de Sérgio Trindade, CIO da EPAL, que começou por partilhar que na EPAL há muito tempo que já aplicavam o IoT na sensorização no terreno. Falou de seguida das aplicações do 5G: na captação de água, no processo de tratamento, na análise da qualidade da água, armazenamento e até chegar ao consumidor. Segundo o CIO, tudo isto tem uma sensorização associada que permite aglutinar estes dados e tratá-los para ter uma resposta cada vez mais efetiva no terreno. 

Veja o Digital Leader Panel completo e conheça o testemunho da E-Redes, da Fidelidade e da EPAL neste que é o Futuro da Conectividade