Banner Artigos Portal IDC_pharma

Por que deve a Indústria Farmacêutica abraçar a Inteligência Artificial?

Por José Oliveira, CEO, BI4ALL

A Inteligência Artificial dá espaço a uma nova era na indústria farmacêutica possibilitando a descoberta de novos medicamentos e tratamentos mais individualizados de acordo com o perfil e o historial clínico de cada paciente. Ao contrário dos modelos tradicionais de negócio, a tecnologia baseada em Inteligência Artificial (IA) permite que os negócios sejam mais disruptivos, automatizados e inovadores, conseguindo tirar um conhecimento fundamental dos inúmeros dados que hoje a indústria tem ao seu alcance.

Diagnósticos médicos mais precisos, agilidade na criação de novos medicamentos e exatidão na análise de exames são alguns dos benefícios que a IA traz à indústria.

Além disso, uma monitorização e controlo específicos e eficientes permitem ao setor alcançar melhores resultados e criar oportunidades significativas que transformam todo o negócio. Além disso, automatizar e integrar várias fontes de dados num único local traz maior eficiência e inteligência na hora de tomar de decisões e de alavancar os negócios.

Gerir a informação dos pacientes, monitorizar resultados, criar tratamentos individuais e adaptados a cada perfil ou prever o resultado de determinado teste são alguns dos benefícios que a Inteligência Artificial oferece ao seu negócio.

Além de trazer rapidez aos resultados de diagnósticos para os pacientes, o uso de soluções tecnológicas aliadas à Inteligência Artificial reduz os custos dos serviços de saúde, proporcionando resultados mais otimizados em toda a cadeia de valor. Neste caso, por exemplo, os testes genéticos tornam-se cada vez mais baratos e ajudam os investigadores a determinar os motivos de determinada doença para desenvolver tratamentos à medida e mais eficazes.

De acordo com a Mordor Intelligence, a Inteligência Artificial no Mercado de Ciências da Vida foi avaliada em USD 1.255,3 milhões em 2020, e estima-se que valha USD 5.402,1 milhões até 2026, registando um CAGR de 29,13% durante o período de previsão 2021-2026. Sem dúvida que os avanços no campo da Inteligência Artificial permitem que o desenvolvimento de medicamentos se torne mais rápido, uma vez que consegue diminuir os custos de investigação e desenvolvimento. Da pesquisa inicial à aprovação de determinado medicamento, trata-se de um processo moroso, complexo e dispendioso. Além de que muitos projetos falham. No caso do desenvolvimento de medicamentos, a IA pode acelerar o processo ao disponibilizar aos cientistas insights poderosos provenientes de dados estruturados e não estruturados que vão acelerar o alcance dos objetivos.

Também ao nível da gestão, ao ter na sua empresa soluções tecnológicas baseadas em IA será capaz de ter modelos de negócio mais eficazes e competitivos que permitem identificar novas oportunidades, otimizar o desenvolvimento de novos medicamentos, diminuir custos e tomar decisões mais inteligentes.

Ao automatizar muitos dos processos de negócio e conseguir rastrear de forma precisa a linha de produção dos produtos, a empresa ganha em tempo e dinheiro, para além de minimizar a margem de erro. Isto traz um aumento de produtividade significativo, bem como um aumento dos resultados em toda a cadeia de valor, o que se traduzirá naturalmente numa melhor performance da organização. Outro aspeto a ter em conta é a possibilidade de monitorizar em tempo real as condições de transporte dos medicamentos.

Num setor tão importante como o farmacêutico, a Inteligência Artificial traz inúmeros benefícios à área que vão desde ensaios clínicos, à investigação e desenvolvimento de novos medicamentos e a novas formas de melhor servir a população e os parceiros.

Da prevenção de certas doenças e sugestão de medidas preventivas à pesquisa de novas utilizações para os medicamentos existentes, são várias as áreas em que a Inteligência Artificial adquire um papel primordial de melhoria e otimização das práticas existentes, tornando os modelos de negócio mais eficientes, rentáveis e inteligentes. Por isso, é expectável que a indústria farmacêutica olhe cada vez mais para a Inteligência Artificial como forma de fazer o setor crescer.

Está preparado para esta nova era tecnológica que lhe trará maiores benefícios ao longo de toda a cadeia de valor?