AdobeStock_61105173

Um Vislumbre no Futuro do Retalho: como Levar o Retalho para o Próximo Normal

O setor do retalho está a entrar numa nova fase, onde o comércio digital acelerou mais em 2 meses do que nos últimos 10 anos. Se, por um lado, essas mudanças desafiam o mercado retalhista, subsegmentos (como o e-grocery cresceu mesmo após o bloqueio) com grande pressão sobre operações e custos, por outro representam uma grande oportunidade para os retalhistas acelerarem a transformação digital.

Um Vislumbre no Futuro do Retalho: como Levar o Retalho para o Próximo Normal

O setor do retalho está a entrar  numa nova fase, onde o comércio digital acelerou mais em 2 meses do que nos últimos 10 anos. Se, por um lado, essas mudanças desafiam o mercado retalhista, subsegmentos (como o e-grocery cresceu mesmo após o bloqueio) com grande pressão sobre operações e custos, por outro representam uma grande oportunidade para os retalhistas acelerarem a transformação digital. 

As mudanças no comportamento do consumidor exigem um novo modelo de negócio com foco em prioridades-chave.

Porém nem todos os retalhistas têm uma estratégia de inovação em larga escala. De fato, apenas uma minoria já está a funcionar no próximo normal, enquanto a maioria ainda está a sentir as desvantagens da recente pandemia.

IDC Digital Innovation Connection novembro 2020, Lisboa

Nesse contexto, a recolha e gestão de dados históricos e contextuais é um fator crucial para as empresas que desejam inovar seu modelo de negócio. A inteligência artificial e a análise desempenham um papel fundamental nos processos de transformação orientados por dados. Atualmente, mais de 50% dos retalhistas prevêem consolidar dados de clientes e alavancar análises avançadas.

Os retalhistas que têm que acelerar o processo de transformação digital devem redefinir seu roteiro digital, aproveitando a inteligência artificial e a análise de ML, ao mesmo tempo em que executam uma plataforma digital.

As roundtables serão uma oportunidade de discussão e análise sobre as principais tendências do setor, como os seguintes temas:

  • A fase atual de aceleração do processo de transformação digital no retalho e entre subsegmentos específicos.
  • A necessidade de inovar os modelos de negócios existentes para enfrentar os desafios recentes decorrentes da crise socioeconómica.
  • O papel da inteligência artificial e da análise para recolha e gestão de dados.
  • A necessidade de desenvolver uma plataforma digital para o retalho, na cloud para apoiar operações e inovação.
Ornella Urso
Senior Research Analyst, Retail Insights at IDC