Smart city and wifi wireless internet .communication network .

Covid-19 Acelerou Transformação Digital da Indústria 

 O novo normal traz grandes mudanças à indústria na era pós-covid. À resiliência junta-se a imperiosa necessidade de abraçar a transformação digital. Stefanie Naujoks, Research Director, Manufacturing Insights Europe na IDC, veio ao Directions 2021 falar dos cenários atuais e futuros que o setor tem pela frente.  

Covid-19 Acelerou Transformação Digital da Indústria 

O Futuro da indústria foi o tema que trouxe Stefanie Naujoks, Research Director, Manufacturing Insights Europe, IDC ao palco virtual do IDC Directions 2021. 

Naujoks considera existirem “várias mudanças importantes na dinâmica de mercado hoje em dia” sendo que a pandemia deixou algumas lições em cima de mesa que devem ser aprendidas para fazer frente “a um novo normal que já não volta a ser o que era”. O Covid-19 obrigou ao encerramento das linhas de produção, fecho de lojas e fabricas, falta de componentes e também “a uma mudança de expectativas dos clientes, agora muito mais exigentes e menos pacientes”.  

Face a este cenário, a IDC acredita que estamos no momento certo “para reavaliar a transformação digital na indústria e reforçar a aposta neste campo. Stefanie Naujoks considera que existem, hoje em dia, “uma serie de tecnologias muito boas que respondem às necessidades de empresas e mercado, promovendo mais e melhor conectividade com o 5G, análise de dados, automação inteligente, ect”.  

 IDC Directions® Setembro 2021, Lisboa

Por outro lado, lembrar que “a concorrência de empresas avançadas digitalmente está a aumentar bastante”, sendo que “em 33% das organizações europeias, a crise acelerou a transformação digital e os diferentes roadmaps para planos digitais”. 

Stefanie Naujoks sabe que “a volatilidade continua e vai tornar-se o novo normal e, também por isso, a resiliência digital será determinante”. 

A IDC fala ainda em cinco importantes áreas de investimento da indústria europeia em 2021, segundo dados de um estudo recente: 

- Automação de processos, com 37%; 

- Analise de dados para melhorar a tomada de decisão, com 32%; 

- Proteção de dados, confiança e privacidade (30%);

- Plataformas cloud (29%);

- Capacidades da rede e gestão (28%).