Man working remotely at home. Concept of networking or remote work. Global business network. Online courses.

O mundo a partir de casa

A pandemia veio dar mais força a um conjunto de tendências e o mundo acelerou na mudança. Nada será mais como antes e a transformação não será pequena, estamos no meio de uma revolução.

No início de março apareceram os primeiros casos de COVID-19 em Portugal. Na empre­sa passámos rapidamente ao trabalho remo­to. Em termCEO e Founder of DoiT Leanos tecnológicos foi fácil, temos diversos escritórios e projectos em todo o mundo, pelo que estamos tecnologica e humanamente bem preparados para o trabalho à distância.

Com as restrições impostas, o mundo pa­recia ter parado ... mas não, a pandemia veio dar mais força a um conjunto de tendências e o mundo acelerou na mudança. Nada será mais como antes e a transformação não será pequena, estamos no meio de uma revolução.

Algumas das mudanças são já muito visíveis, outras ocorrem em circulas restritos e outras serão efeitos colaterais que não antecipamos (esperemos que nenhum negativo, irreversível com impacto em pessoas ou no ambiente).

As mudanças na sua maioria potenciadas pela tecnologia, ocorrem em todas as áreas, das comunicações e informática, às actividades culturais e recreativas, passando pela medicina, produção de bens, ensino e sim claro turismo, viagens, politica e diplomacia.

As comunicações e em particular o acesso à internet, passaram a desempenhar um papel vital, para suportar todo o trabalho remoto, a educação à distância, vendas on-line (que aumentaram), os congressos à distância, tria­gem, etc.

Na generalidade e aspectos que têm vindo a crescer com a globalização, mas que vêm pôr à prova as infra-estruturas dos países e das empresas, a maturidade e autonomia dos seus colaboradores, mas que infelizmente veio "confinar" ainda mais quem já tinha falta de meios e acessos às novas tecnologias.

As tecnologias têm de passar a fazer parte dos elementos centrais da decisão (tal como afirmou o ex-primeiro ministro Tony Blair no último websummit em Lisboa) política e não apenas uma camada para adequação posterior. E a transformação é grande, as oportunidades enormes, tal como seus impactos: negativos e positivos, que tendo como base a informação poderemos melhorar muitos serviços e em muito o atendimento aos clientes, utentes, utilizadores, colaboradores, .... , mas teremos de ter em conta cada vez mais a segurança, o crime neste novo espaço/mundo e a proteção da privacidade individual.

Uma última palavra para o emprego, o trabalho remoto muito importante durante a pandemia, vem criar grandes oportunidades ao nível individual e das empresas, em muitas funções as pessoas não precisam de estar no mesmo espaço físico para ser produtivas e em muitos casos foram-no mais remotamente, mas todos sentimos necessidade de um espaço de partilha e de encontro, num equlibrio entre remoto e presencial em que o remoto possa ter um maior peso, contribuindo para descongestionar as cidades e os horários, desagravar o ambiente, o nosso stress e dar mais tempo à família (e amigos quando a pandemia deixar).

Por Frederico Ferreira, CEO e Fundador da DoiT Lean