Directions

IDC Directions® – Best of dia 28 de Setembro!

Num ano completamente atípico, no atual contexto de uma pandemia, tivemos que fazer a transformação digital  do Directions, e este ano aqui estamos em formato digital! Desde 1997 realizamos em Portugal o IDC Directions, e depois da crise das dot-com, o 11 de setembro, a crise financeira de 2008/2010, e agora o Covid-19, nunca deixámos de realizar o Directions, e faremos tudo para continuar nos próximos anos a partilhar as principais tendências tecnológicas e a definir as direções que as organizações e empresas devem tomar numa economia cada vez mais digital.

Bem-vindos à 24ª Edição do IDC Directions®! 

Num ano completamente atípico, no atual contexto de uma pandemia, tivemos que fazer a transformação digital  do Directions, e este ano aqui estamos em formato digital!

Desde 1997 realizamos em Portugal o IDC Directions, e depois da crise das dot-com, o 11 de setembro, a crise financeira de 2008/2010, e agora o Covid-19, nunca deixámos de realizar o Directions, e faremos tudo para continuar nos próximos anos a partilhar as principais tendências tecnológicas e a definir as direções que as organizações e empresas devem tomar numa economia cada vez mais digital.

IDC Directions setembro 2020, Lisboa

Future Enterprise

E este ano o tema, que foi definido antes da pandemia, não poderia ser mais adequado ao actual contexto: O Futuro das Organizações, ou Future Enterprise como referimos na IDC, e como criar valor numa economia cada vez mais digital num contexto de rápida mudança! 

Na perspectiva da IDC, a Empresa do Futuro consegue inovar e escalar a um ritmo muito superior ao das empresas tradicionais, e é totalmente impulsionada por uma força de trabalho altamente qualificada e focada no cliente, que abraça o risco ao mesmo tempo que procura inovar continuamente. A tecnologia e os dados são a sua força vital, alimentando operações cada vez mais eficientes, novos fluxos de receita e maior fidelização de clientes. A organização adota uma abordagem “de fora para dentro”, alavancando o seu ecossistema de stakeholders (ou seja, clientes, parceiros, força de trabalho e comunidade) para fazer evoluir de forma dinâmica a sua oferta e o seu modelo de negócio.  

  • 60% das organizações europeias citam a sustentabilidade como uma prioridade muito ou extremamente importante para 2020. O research da IDC identificou também que 50% das organizações europeias já estão a investir em IT/Digital de forma a melhorar os indicadores chave de desempenho (KPIs) de sustentabilidade.
  • Em 2025, 60% das principais marcas e retalhistas mundiais irão dispor de sistemas de Inteligência Artificial que permitam analisar e gerir o comportamento emocional dos clientes, de forma a melhorar o NPS e conversão das vendas.
  • Em 2023, 30% dos consumidores vão envolver-se no ‘comércio continuo’ impulsionado por inteligência artificial de uma diversidade de produtos e serviços, optando por transações automatizadas habilitadas por analítica preditivas e equipamentos IoT.
  • Em 2024, mais de 90% das Global 2000 vão desenvolver relacionamentos informacionais diretos com os consumidores através de mercados digitais emergentes, tendo como resultado mais de 20% de compras diretas dos consumidores.
  • Em 2025, 30% dos consumidores vão juntar-se à economia do “cliente contínuo”, com base em modelos de subscrição, conectando múltiplos equipamentos e mecanismos de pagamento a mercados digitais, para receber produtos e serviços num ambiente automatizado e orientado a dados, sem necessidade de aprovações constantes.

A pandemia COVID-19 ressaltou a importância da transformação digital aos olhos dos decisores empresariais em todo o mundo, nos mais variados setores económicos. 

Mas, com a atual recessão económica, os CEOs necessitam de tomar uma decisão, seguir o mesmo curso de corte de custos generalizado que todas as recessões anteriores obrigaram, ou alavancar os investimentos em tecnologia de forma a otimizar custos e nivelar a curva recessiva através do desenvolvimento de novos produtos, serviços e canais, numa economia cada vez mais digital.

De forma a otimizar custos e nivelar a curva recessiva, a Empresa do Futuro deverá organizar-se e investir em tecnologia com o objetivo de ser mais competitiva em mercados cada vez mais centrados no digital. 

Os Cinco Estágios para a Recuperação Empresarial

Em resumo, no curto prazo, a tecnologia provou ser um facilitador chave para manter as operações das empresas durante a crise, permitindo o trabalho remoto, negócios ágeis e um relacionamento digital com clientes e parceiros.

IDC 2020
IDC 2020

No longo prazo, o investimento em tecnologia será critico para o posicionamento e capacidade das organizações para ganharem relevância e serem mais competitivas numa economia cada vez mais digital, sustentável e inclusiva!

Registe-se e Acompanhe-nos nos Próximos dias do IDC Directions®. Aceda a:

https://congressos.leading.pt/geral/inseririnscricao.aspx?evento=121&formulario=286

Gabriel Coimbra
Group Vice President and Country Manager at IDC